Facebook
Contato
Mapa do Site
Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

Notícia

Organização da urgência e emergência é uma das prioridades da Baixada Fluminense


Publicado em: 18/09/2019 14:03 | Fonte/Agência: Comunicação Social CISBAF | Autor: Claudia Souza

Organização da urgência e emergência é uma das prioridades da Baixada Fluminense

 

Dar continuidade ao debate e à pactuação das unidades de saúde que serão referências para o atendimento das urgências e emergências a serem reguladas pela Central de Regulação do SAMU da Baixada Fluminense. Essa foi a principal pauta da reunião entre técnicos da Secretaria de Estado de Saúde, secretários municipais de Saúde, equipe do Cisbaf, diretores de hospitais e Promotoria de Justiça, ocorrida no dia 17 de setembro, na sede do consórcio.

Durante a discussão, algumas linhas de cuidado foram consideradas prioritárias e mais críticas para a assistência, em decorrência do aumento significativo de ocorrências detectado nos últimos anos. Segundo os técnicos, os traumas, o acidente vascular encefálico (isquêmico e hemorrágico), o infarto agudo do miocárdio, as complicações obstétricas e a insuficiência renal aguda (com indicação para realização de diálise e hemodiálise) são as que mais impactam os hospitais da região e a consequente rotatividade dos leitos.

Participaram da reunião do Grupo Técnico de Urgência e Emergência o superintendente de Regulação da SES-RJ, André Vaz, o coordenador da Urgência e Emergência da SES-RJ, Eduardo Lenine, a promotora da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Saúde da Metropolitana I, Isabel Kalmann, a secretária executiva do Cisbaf, Rosangela Bello, a representante da CIR-RJ, Sidnéa Alvim, o secretário de Saúde de Seropédica, Carlos Graça, os subsecretários de Saúde de Nilópolis, Uilen Barbosa, e de São João de Meriti, Marilourdes dos Santos, a subsecretária de Atenção Básica de Queimados, Amanda dos Santos, o superintendente de Urgência e Emergência de Nova Iguaçu, Ney Cerqueira Junior, coordenadores municipais da urgência e emergência, diretores de hospitais da região, a diretora Técnica do Cisbaf, Marcia Cristina Ribeiro, e o coordenador de Enfermagem da Central de Regulação do SAMU, Ricardo Mangabeira.  

 

 

 

 

 


Voltar
Top