Telessaúde

Núcleo Regional do Telessaúde Baixada Fluminense

telessaude

Plataforma Colaborativa
Acesse Agora

Inaugurado no dia 22 de agosto de 2013, o Telessaúde é um programa federal que visa melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica no Sistema Único da Saúde (SUS), aumentar a resolutividade, otimizar recursos, fixar profissionais de saúde nos locais de difícil acesso, reduzir os deslocamentos de pacientes e elevar as ações de prevenção de doenças. O Telessaúde também funciona como um observatório de saúde, onde os dados trocados entre os profissionais, através da plataforma colaborativa, servem de matéria-prima para os gestores no planejamento das ações municipais.   

O programa integra ensino e serviço por meio de ferramentas de tecnologias da informação, que oferecem condições para promover a Teleconsultoria e a Teleducação. O serviço pode ser utilizado de duas maneiras: de forma síncrona (em tempo real) e assíncrona (por e-mail com retorno em até 72 horas).

Na Baixada Fluminense, o Núcleo Regional do Telessaúde é regulado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense, e beneficia 11 municípios na região: Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti e Seropédica. Nos municípios estão instalados núcleos em locais estratégicos que dão suporte aos profissionais de saúde em casos de dúvidas.

 

Parceiros do Telessaúde

A iniciativa do Ministério da Saúde de implantar o Programa Nacional de Telessaúde propiciou importantes parcerias, o que possibilitou a articulação com outros projetos em desenvolvimento por diversos órgãos e instituições de todo o país. Essas interlocuções visam somar esforços para a formação e a educação permanente dos trabalhadores e profissionais de saúde no Brasil.

Os principais parceiros do Telessaúde Brasil são:

 

Ministério da Educação (MEC)

A participação das universidades no Telessaúde Brasil é coordenada pelo MEC. A educação para promoção da saúde, que tem como público-alvo os usuários dos serviços de saúde, é complementada pela série Geração Saúde do TV Escola, programa da Secretaria de Educação à Distância (SEED), do MEC, dirigido à capacitação, à atualização e ao aperfeiçoamento de professores da Educação Básica e ao enriquecimento do processo de ensino-aprendizagem voltado para a promoção da saúde.

 

Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)

A participação do MCT se expressa através da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), da Rede Universitária de Temedicina (RUTE) e da implantação de futuros Núcleos de Telessaúde em todos os Estados brasileiros.

- RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa)tem como objetivo operar uma infra-estrutura de rede nacional avançada dedicada à comunidade acadêmica, integrando as instituições federais de ensino superior ligadas ao MEC, unidades federais de pesquisa ligadas ao MCT, agências de ambos os ministérios e outras instituições de ensino e pesquisa, públicas e privadas. O convênio entre o Ministério da Saúde e o MCT, por meio da RNP, está possibilitando a implantação imediata de pontos com potencial de se tornarem Núcleos de Telessaúde, em cada uma das 27 unidades federativas do Brasil. Os critérios de escolha destes pontos foram pactuados na Comissão Intergestores Tripartite (CIT) e estão descritos na Portaria nº 35/GM/MS, de 04 de janeiro de 2007.

- RUTE é uma iniciativa do MCT que visa apoiar o aprimoramento da infra-estrutura para telemedicina já existente em hospitais universitários, bem como promover a integração de projetos entre as instituições participantes. A RUTE é integrada pelos 57 hospitais universitários federais, distribuindo-se por todos os Estados, estando integrando ao Telessaúde Brasil.

 

Ministério das Comunicações (MinC)

O Programa Governo Eletrônico Serviço Atendimento ao Cidadão (Gesac), coordenado pelo Ministério das Comunicações, atende 3.400 comunidades em todo Brasil, incluindo hospitais. Este programa foi ampliado em 2007 e disponibilizou tecnologia satélite, telefonia VoIP, uma cesta de serviços de inclusão digital, além de equipes de campo, conhecidas como implementadores sociais que dão formação às comunidades para o uso e a apropriação das tecnologias da informação e comunicação. O Programa Gesac ampliou o alcance dos pontos do Telessaúde Brasil.

 

Ministério da Defesa – Casa Civil

A Amazônia como prioridade do Telessaúde Brasil – SIVAM/SIPAM. O Sistema de Vigilância da Amazônia (SIVAM), criado em 1990, é uma rede de coleta e processamento de informações que articula-se ao Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), e é um sistema criado para integrar informações e gerar conhecimento atualizado para o planejamento e coordenação de ações globais de governo na Amazônia Legal Brasileira, visando à proteção, à inclusão social e ao desenvolvimento sustentável da região. A integração deste conjunto de telecomunicação com o Telessaúde Brasil tem por objetivo avançar no enfrentamento do desafio de sua implantação na Amazônia.

 

BIREME/OPAS

O Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME) é um centro especializado da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) que contribui com a saúde da América Latina e Caribe por meio da organização, disseminação e promoção do acesso à informação científica e técnica na área. A BIREME coordena e opera a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), que é parte integral do fluxo de informação em saúde, promovendo continuamente sua ampliação e fortalecimento rumo à meta do acesso eqüitativo e universal à informação relevante e de boa evidência, para o desenvolvimento da saúde na Região. O modelo da BVS foi aplicado no desenvolvimento da Biblioteca Virtual em Atenção Primária (BVS APS) e no Portal Telessaúde Brasil, de maneira integrada. A BVS APS se apresenta como uma rede de fontes de informação de boa evidência em atenção primária à saúde para subsidiar os processos de tomada de decisão clínica, de formação e de gestão de equipes de Saúde da Família, profissionais de Segunda Opinião Formativa e participantes do Telessaúde Brasil. A BIREME/OPAS também está contribuindo com o desenvolvimento do Espaço Colaborativo Telessaúde Brasil, que tem como objetivo a gestão da documentação do Programa e promover a comunicação e interação entre os diferentes parceiros e atores envolvidos na implantação do Programa.

 

Fundação Oswaldo Cruz – Canal Saúde

O Canal Saúde é um projeto da Fiocruz que produz e veicula audiovisuais sobre saúde. Faz cobertura de eventos, produção de vídeos didáticos, cópia e distribuição de programas, além de teleconferências na área da Saúde. Esta parceria está estabelecida por meio da transmissão da programação de TV interativa via Internet para os 700 postos do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) espalhados na Região Amazônica. O conteúdo é direcionado à saúde, qualidade de vida e ao desenvolvimento sustentável das comunidades, com ênfase na qualificação dos profissionais do Sistema Único de Saúde. Estava previsto um canal de retorno limitado, onde as comunidades poderiam montar sua grade de programação, trocar dados via internet e enviar produções locais de vídeos para compor a programação.

Voltar
Top