Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192


O Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense viabilizou a implantação regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências – SAMU 192, em outubro de 2004, projeto do Ministério da Saúde. À mesma época, é instalada no município de Nova Iguaçu, a Central de Regulação do SAMU 192 Baixada Fluminense, administrada pelo CISBAF. Ao todo, 12 municípios (Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, São João de Meriti e Seropédica) integram o SAMU Baixada Fluminense. Foram entregues na ocasião: 49 unidades móveis, sendo 37 unidades básicas e 11 unidades avançadas.

Para facilitar a logística de assistência aos pacientes, os municípios contam com bases descentralizadas instaladas em locais estratégicos e uma frota de ambulâncias. Cabe a cada município a gestão e a manutenção das suas bases e da sua frota de ambulâncias.

Com o objetivo de cumprir nova Portaria ministerial, em 12 de julho de 2013, uma nova Central de Regulação do SAMU 192 da Baixada Fluminense foi inaugurada. A nova Central ganhou maiores instalações, novos equipamentos e mobiliário. O serviço também passou a contar com outras novidades: um sistema de GPS para monitoramento de toda a frota, um sistema informatizado de regulação médica para controle de todos os atendimentos realizados, uma linha telefônica exclusiva e um rádio para contato direto com o Corpo de Bombeiros.

Alguns números do SAMU 192 Baixada Fluminense:

  • 300 mil ocorrências atendidas somente em 2014
  • Mais de 27 mil envios de ambulâncias realizados em 2014
  • 132 ambulâncias (entre básicas, avançadas e 4x4) recebidas pelo consórcio ao longo de 10 anos e distribuídas a 12 municípios da região
  • 22 bases municipais descentralizadas
  • Mais de 300 equipamentos, entre desfibriladores, oxímetros, aspiradores, tele-eletros, incubadoras, laringoscópios, macas a vácuo, oxigênio portátil e respiradores entregues aos municípios

 

Portarias

Portaria 2.048 de 05 de novembro de 2002

Aprova o Regulamento Técnico dos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência.

 

Portaria 2.564 de 30 de novembro de 2004

Habilita o SAMU 192 Baixada Fluminense.

 

Portaria 1.010 de 21 de maio de 2012

Redefine diretrizes para a implantação do SAMU 192 e Central de Regulação das Urgências, componente da RAU - Rede de Atenção às Urgências.

 

Portaria 1.473, de 18 de julho de 2013

Altera a Portaria nº 1.010/GM/MS, de 21 de maio de 2012, que redefine diretrizes para a implantação do SAMU 192 e sua Central de Regulação das Urgências, componente da RAU - Rede de Atenção às Urgências.

 

Portaria 3.083 de 12 de dezembro de 2013

Habilita a Central de Regulação do SAMU 192 Baixada Fluminense como Regional.


Portaria 3.179 de 29 de dezembro de 2016

Qualifica a Central de Regulação do SAMU 192 Baixada Fluminense.


Portaria SAS/MS nº 356 de 8 de abril de 2013

Estabelece a inscrição das centrais e unidades do SAMU no SCNES.


Nota Técnica nº 338 de 2016 CGUE/DAHU/SAS/MS

Expõe critérios para a renovação da frota SAMU 192 no ano de 2016.





boxes-04

- JANEIRO

Telefonemas recebidos - 
Ocorrências com envio de ambulância - 

 
samu banner


Imagens


Voltar
Top