Facebook
Contato
Mapa do Site
Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

Notícia

Gestores da Saúde da Baixada e governo do estado voltam a debater urgência e emergência na região


Publicado em: 12/06/2019 17:02 | Fonte/Agência: Comunicação Social CISBAF | Autor: Claudia Souza

Gestores da Saúde da Baixada e governo do estado voltam a debater urgência e emergência na região

 

Secretários de Saúde e coordenadores municipais de urgência e emergência voltaram a se reunir na manhã desta terça-feira (11), na sede do Cisbaf, para dar continuidade à discussão da grade de referências de urgência e emergência da Baixada Fluminense. O encontro, que também debateu a implantação de uma central de regulação regional de leitos no consórcio, foi conduzido pelo coordenador da Urgência e Emergência da SES-RJ, Eduardo Lenine, e pela secretária executiva do consórcio, Rosangela Bello. A promotora Isabel Kalmann (1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Saúde da Metropolitana I) também participou.

A região continua enfrentando um dos seus maiores desafios que é o enorme déficit de leitos. Para atenuar a crítica situação, que reflete na superlotação dos três principais hospitais da Baixada (Hospital Geral de Nova Iguaçu, Hospital Municipal Moacyr do Carmo e Hospital Estadual Adão Pereira Nunes), o Cisbaf vem desenvolvendo um projeto, com apoio e cofinanciamento do governo do estado, que visa a contratualização de leitos na rede privada da região. Para isso, diversos hospitais estão sendo visitados pela comissão técnica do consórcio para verificar disponibilidade de leitos clínicos que serão utilizados como leitos de retaguarda, para pacientes ainda em tratamento, sem gravidade.

O diretor geral do HGNI, Joé Sestello, enfatizou que a rede pública não tem mais capacidade instalada para atender a população, e que a contratação de leitos, bem como a instalação no Cisbaf da central de regulação desses leitos será fundamental para a região minimizar a situação dramática que vivencia diariamente. “Já temos no consórcio a estrutura montada e só precisamos definir o fluxo”, acrescentou Sestello.

            Lenine disse que irá levar o pleito ao secretário estadual, Edmar Santos. Ele afirmou que existe um desejo de o estado descentralizar algumas das suas estruturas nas regiões e que o papel de cada ente precisa ser organizado e definido.

            A secretária executiva acrescentou ao final da reunião que no dia 24 de junho, o secretário Edmar Santos estará no Cisbaf para discutir a ampliação da atenção básica na Baixada Fluminense. 

Participaram ainda da reunião da Secretaria Municipal de Saúde de Belford Roxo: Fabiana Buricae (Secretária especial de Saúde), Joelma Freitas (Diretora de Urgência e Emergência); da Secretaria Municipal de Saúde de Itaguaí: Dulce Maria de Souza (Diretora de Planejamento); da Secretaria Municipal de Saúde de Japeri: José de Oliveira (Coordenador Samu), Rafael Coelho Fonseca (Secretário Executivo); da Secretaria Municipal de Saúde de Magé: Alexandra Ramos; da Secretaria Municipal de Saúde de Mesquita: Emersom Trindade (Secretário de Saúde); da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Iguaçu: Christian Ferreira (Subsecretário de Urgência e Emergência), Joé Sestello (Diretor Geral do Hospital Geral de Nova Iguaçu); da Secretaria Municipal de Saúde de Queimados: Lívia Guedes (Secretária de Saúde), Altamiro Costa (Assessor Técnico); da Secretaria Municipal de Saúde de São João de Meriti: Altair Soares (Diretor do PAM Meriti), Luis Felipe Silva (Superintendente da Urgência e Emergência); da Secretaria Municipal de Saúde de Paracambi: Maria Aparecida Souza (Gestão).

 

 


Voltar
Top